Congregação Israelita Beit Itabuna - BA: Parshah Vayicrá - Leviticus 1:1-5:26

Parshah Vayicrá - Leviticus 1:1-5:26

A Parashat Vayicrá Resumida

Este Shabat assinala o início da leitura do terceiro livro da Torá, Sêfer Vayicrá, que trata principalmente dos serviços e responsabilidades dos Cohanim. Esta (e a próxima) Porção Semanal concentram-se em muitas das oferendas a serem levadas ao recém-construído Mishcan, Tabernáculo.
A Parashá Vayicrá (Vayicrá 1:1-5:26) começa com D'us chamando Moshê para o Mishcan, onde ele receberá as muitas mitsvot relevantes a serem definitivamente passadas ao povo judeu. A primeira metade da Porção da Torá descreve os vários corbanot, sacrifícios, opcionais trazidos por indivíduos.
Podem ser classificados em três categorias gerais, cada qual dividida em várias graduações de tamanho e custo: o corban olá (oferenda de elevação) que é completamente consumido sobre o altar; o corban minchá (oferenda de refeição) a qual, por causa de seu conteúdo, é geralmente trazido por pessoas de poucos meios; e o corban shelamim (oferenda de paz) parcialmente queimado sobre o altar, com o restante dividido entre os donos e os Cohanim.
A segunda metade da porção discute as oferendas requeridas de chatat (pecado) e ashan (culpa), a serem levadas como expiação por transgressões involuntárias.

Fonte: http://www.pt.chabad.org/


Vayikrah e o primeiro sacrifício

O começo do livro de Levítico pode até parecer um tanto desagradável, falando dos tipos de sacrifícios, mas especialmente os que representavam a expiação dos pecados dos homens. Ninguém gosta de falar sobre seus erros, sobre pecados, mas a verdade é que todos precisamos nos sentir perdoados. Não por acaso já vimos muitas cenas de filmes, novelas e da vida real de pessoas que, nos últimos momentos da vida, no leito de morte, pedem perdão a parentes, se arrependem de erros cometidos, etc...
Mas quais foram os primeiros sacrifícios?
Lá, com Adão e Eva a Torah declara que eles estavam nus e não se envergonhavam (Gn 2:25) Não se envergonhavam porque não tinham feito nada de errado, e por isso andavam nus, sem pecado, sem necessidade de se esconderem. Tão logo pecaram, sentiram necessidade de se cobrirem (Gn 3:7) e fizeram uma "roupa" com filhas de figueira. Esqueçamos por um momento a nudez física e os trajes de folhas, mas pensando um pouco mais adiante... toda vez que erramos, nos cobrimos de vergonha, nos escondemos. E isso foi o que eles fizeram, mas uma roupa de figueira não era a cobertura ideal. Mas o que isso tem a ver com sacrifícios de pecados?
A atitude do Eterno, ao protegê-los, cobrindo suas vergonhas. Em Gn 3:21 lemos: “E fez o Senhor D-us a Adão e a sua mulher túnicas de peles e os vestiu.” Com a túnica de peles, que veio de um sacrifício de animal, HaShem cobre a vergonha deles.
O Eterno não deseja que estejamos envergonhados para sempre, e Ele providenciou o meio pelo qual podemos ter nossa vergonha pelo pecado coberta. Depende somente de nós aceitarmos essa cobertura e proteção que Ele nos proporciona, assim como depende só de nós querermos ficar encobrindo nossos pecados com folhas de figueira. O sacrifício já foi feito, basta a coragem de buscarmos nos cobrir com ele e assim nos livrarmos do peso da culpa e de ficarmos muitas vezes, como Adão e Eva, nos escondendo do Eterno.
Estamos chegando no Seder, no Pessach, é hora de sairmos da escravidão e da prisão do pecado para a liberdade, passando pelo sangue do Cordeiro de D-us, e colocando-o sobre as vergas das portas. É como eu digo muitas vezes: Errar, todo mundo erra, a diferença entre as pessoas está no que ela faz depois do erro cometido. Buscar o perdão divino ou ficar se escondendo. Entenda o que significa o sacrifício pela expiação de pecados e sinta-se abrigado pelo Perdão que só HaShem é capaz de nos proporcionar. 

Shalom Amigos! Receba Novidades Por email!

DIGITE SEU EMAIL

Após a inscrição confirmar na sua caixa o e-mail recebido !

 
© 2009 BEIT ITABUNA