Congregação Israelita Beit Itabuna - BA: Parashah Tazria e Metsorah(mechubarot) - Conceber e Leproso

Parashah Tazria e Metsorah(mechubarot) - Conceber e Leproso

Resumo da Parashá

A Parashat Tazria Resumida

Após a discussão ao final da porção da semana passada, a respeito da tumá resultante de animais mortos, a Parashá Tazria introduz as várias categorias de tumá emanando de seres humanos, começando com uma mulher dando à luz. O restante da porção descreve com riqueza de detalhes as várias e numerosas manifestações da doença chamada tsaraat . Embora tenha sido traduzida erroneamente como lepra, esta doença de pele tem pouca semelhança com qualquer moléstia corporal transmitida através do contato normal. Ao contrário, tsaraat é a manifestação física de uma doença espiritual, uma punição enviada por D'us, primeiro pelo pecado da maledicência, entre outras transgressões e comportamento anti-social.
Conhecida como metsorá, a pessoa afligida por uma mancha parecida com tsaraat na pele está sujeita a uma série de exames por um cohen, que declara se o paciente está tahor ou tamê. Se for tamê, ele será isolado para fora do acampamento, um castigo apropriado para alguém cuja língua infame fez com que pessoas se separassem umas das outras. Após descrever os vários tipos, cores e manifestações da doença na pele, cabeça e barba da pessoa, a porção conclui com uma discussão sobre as vestes contaminadas por tsaraat.
A Parashá Metsorá (ibid. 14:1-15:33)) continua a discussão de tsaraat , detalhando o processo de purificação de três partes da metsorá, ministrada por um cohen, completa com imersões, Corbanot, e a raspagem de todo o corpo. Após uma demorada descrição da tsaraat em casas e a ordem de demolir toda a residência caso a doença tenha se espalhado, o capítulo final da porção discute várias categorias de emissões humanas naturais, que tornam uma pessoa impura em graus variáveis.

http://www.pt.chabad.org



A Torah comanda à mulher a trazer um korban depois de dar a luz a uma criança.
O filho tem que ser circuncisado no seu oitavo dia de vida. A Torah introduz o fenômeno de tzaraat (frequentemente traduzido erroneamente como lepra) - uma doença miraculosa que ataca pessoas, roupas e construções para lembrar a pessoa suas deficiências espirituais. O kohen tem que ser consultado para determinar se uma marca é tzaraat ou não. O kohen isola o doente por uma semana. Se a doença permanece no mesmo estágio, o confinamento continua por uma segunda semana, e no final disso o kohen decide qual é o status dessa pessoa. A Torah descreve diferentes tipos de tzaraat. Aquele cuja tzaraat é confirmada rasga sua roupa, não corta seu cabelo, e tem que alertar a outros que ele está ritualmente impuro. Ele não pode ter contato normal com outros. O fenômeno de tzaraat em roupas é descrito detalhadamente.

METZORA

A Torah descreve o procedimento para o metzora (a pessoa doente com tzaraat) quando ele termina o período de isolamento. Esse processo dura uma semana, envolve korbanot e imersões na mikva. Então o kohen tem que pronunciar o metzora puro. O metzora que tem limitadas fontes financeiras pode oferecer sacrificios de animais mais baratos. Antes que o kohen diagnostica que uma casa tem tzaraat, as possessões são removidas da casa para evitar que sejam declaradas ritualmente impuras. O tzaraat é removido demolindo e reconstruindo aquela seção da casa, mas se a doença reaparece, todo o prédio tem que ser destruído completamente. A Torah detalha as secreções do corpo que fazem a pessoa ritualmente impura, prevenindo então seu contato com ítems sagrados e como restaurar a pureza ritual.

Parashat Tazria/Metzora
Fonte: ASSINATURA VIRTUAL  listproc@virtual.co.il



Shalom Amigos! Receba Novidades Por email!

DIGITE SEU EMAIL

Após a inscrição confirmar na sua caixa o e-mail recebido !

 
© 2009 BEIT ITABUNA